segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

PC e PRF prende remigense por Força de Mandado de Prisão preventiva na BR-230

Resultado de imagem para JULIO WOLHFAGON LUCENA DE LIMA A POLÍCIA CIVIL, através da DELEGACIA DE ROUBOS E FURTOS DE CAMPINA GRANDE - DRF/CG, em ação conjunta com a POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL - PRF, prendeu na última sexta-feira (01/02/2019) o nacional JULIO WOLHFAGON LUCENA DE LIMA (34 anos), na BR 230, por cumprimento a Mandado de Prisão Preventiva e em flagrante pelos crimes de Resistência, Ameaça, Dano ao Patrimônio Público e Fraude Processual.

O preso é suspeito de compensar e tentar compensar centenas de cheques roubados em uma ação criminosa ocorrida em abril de 2018, em Campina Grande, mesmo tendo conhecimento da origem ilícita dos cheques, e onde o montante dos cheques roubados ultrapassou um milhão de reais. Após a instauração do procedimento policial, o suspeito também passou a tentar manipular varias testemunhas para assim atrapalhar, mentir e tumultuar a investigação criminal, fato devidamente comprovado no Inquérito Policial e que motivou a representação e decretação da sua Prisão Preventiva.

Ao tomar conhecimento da decretação de sua prisão, o suspeito que residia em Lagoa Seca, se evadiu, sendo descoberto, através de investigações que o mesmo estaria escondido em João Pessoa, e, sexta-feira, ao receberem informações de colaboradores de que o mesmo teria sido visto em Esperança, e estaria em um veículo WV GOLF, cor cinza, passou-se a diligenciar e, ao descobrir-se que o mesmo estaria voltando pra João Pessoa, pediu-se apoio à PRF que montou uma barreira policial na BR230, local onde foi capturado.

Durante a formalização da prisão, já em Delegacia, ao ser comunicado de que seu aparelho celular ficaria apreendido, o preso imediatamente tentou quebrá-lo, e durante a tentativa dos policiais de contê-lo, o mesmo resistiu a abordagem, ameaçou os investigadores e ainda quebrou um móvel da delegacia, tendo-se que fazer uso de força moderada para detê-lo.

Muito provavelmente a tentativa de destruição do aparelho celular foi uma tentativa de evitar possíveis provas de crimes praticados pelo mesmo.Também foi apreendido um veículo para verificação de procedência.

O preso é suspeito, em outro inquérito policial, de participação em uma quadrilha especializada em clonagem de veículos. O preso encontra-se recolhido na carceragem da Central de Polícia Civil e será apresentado ao Judiciário para audiência de custódia.

Filho de delegado se dizia policial civil e ainda é preso por extorsão na Paraíba

Homem é preso suspeito de compensar cheques roubados avaliados em R$ 1 milhão

 https://g1.globo.com/pb/paraiba/noticia/2019/02/04/homem-e-preso-suspeito-de-compensar-cheques-roubados-avaliados-em-r-1-milhao.ghtml

 

Leia Mais ››